Zine Pasárgada
foi um Fanzine cultural e educacional que se propôs divulgar os mais diversos tipos de expressões artísticas e os mais variados assuntos.

O jornal Pasárgada teve 3 edições impressas e distribuídas na cidade de Piracicaba/SP e está guardado, junto com outras idéias, no limbo da falta de tempo e dinheiro.

O blog retomou a proposta do Zine e abriu espaço para diversidade de idéias e de expressões.

Hoje o blog acompanha o jornal e as atividades estão encerradas.

Foi uma grande satisfação ser um dos amigos do Rei.

Fábio

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Necessidade quase que fisiológica

Olá amigos do Rei!

Alguém sentiu falta da coluna sobre livros na última sexta-feira? Já ouviram aquele ditado: “se não tem nada para dizer, melhor ficar calado”? Foi o que me ocorreu.

Li muitas críticas sobre minha coluna e a única que resolvi responder foi essa: “...perder o maior tempo escrevendo para ninguém...”
Sinceramente não escrevo pensando em vocês, caros leitores amigos do Rei. Escrevo como desabafo, não consigo ficar calado diante dos absurdos que acontecem aqui nesta terra tupiniquim. O que importa, na minha humilde opinião, é o conteúdo e não quantas pessoas leram. E se esse texto não chegar até você, é porque não é para você ser o leitor.

Escrevo por necessidade, quase que fisiológica.Como um cocô que nos aflige quando manda o sinal de que já está chegando, é como me sinto quando não escrevo. Minha sensação depois que o texto está pronto é como a sensação que temos quando o tal do cocô é libertado e pula em seu mergulho de ponta rumo as águas profundas da privada.

E por falar em merda, o assunto de hoje é o escritor brasileiro mais lido do mundo! O mago Paulo Coelho.

Li e por isso posso falar mal. O alquimista peguei para ler porque era muito fã do Raul Seixas e as musicas feitas em parceria entre os dois eram muito boas. Depois li Verônika decide morrer só para ter argumento para criticá-lo.
O cara que faz apologia a ignorância em seus livros, sempre reforçando que instrução intelectual não é algo tão necessário, não sei como, se tornou membro da ABL (Academia Brasileira de Letras).
Em O alquimista, o narrador se desfaz de um livro por considerá-lo “um peso inútil”!
Em Veronika decide morrer, o médico afirma que a personagem tem uma necrose no "ventríloquo” e não no ventrículo. Pior do que deixar passar os erros é declarar: “Deus pode estar escondido naquele cê-cedilha mal colocado”.

Paulo Coelho faz questão de passar uma visão otimista e ingênua do mundo e isso me irrita profundamente. Seus livros são, 60% encheção de linguiça, nos outros 40% ele se perde na inconsistência. Em O alquimista, a constituição de uma personagem é claramente inspirada na Bíblia, misturando elementos de Gênesis e Levítico que, segundo a narrativa bíblica, nada têm em comum.

Sou o @bibliotecarioSP. Um dos amigos do Rei! Escrevo sobre livros e de vez em quando sobre merdas na sexta-feira.

4 comentários:

Fábio disse...

Por aqui as necessidades são fisiológicas e não quase! ehehehe

Olha cara, não sei dessas criticas à sua coluna... eu como administrador do blog não suprimi nenhum comentário e os que vieram foram positivos.

Mais que isso, a falta da coluna foi sentida sim, me cobraram por ela.

E, escrever pra ninguém? Você leu o post do "eu não sou o rei"?
Olha, não é uma multidão, mas já estamos passando os 200 page views por dia... isso não é ninguém! Oo

Enfim... sobre o Paulo Coelho, tenho um certo receio em criticar, pq acho que se não tivesse qualidade alguma, não seria tão lido... mas isso eu só acho.

Li "as Valquírias" e até gostei das pirações dele e do Raul descritas.
Não li mais nada.

=)

Rodrigo Almeida disse...

Cara, só posso ler o zine (entreterimento) no fim de semana. Então escrevo primeiro e depois vou lendo no decorrer do fim de semana os posts anteriores. Li o "eu não sou o rei" agora. recebi a crítica pessoalmente, mas desencana, feita por uma pessoa que não "sabe ler".
Descupe pelas merda que eu deixei aqui no Zine. Deixei a imagem a menor possível.
Valquírias deve ser bom. Não li. Só li esses dois livros do Mago.

Fábio disse...

Relaxa cara! Tu é amigo do rei! O palácio é teu! ehehehe

Eu entendi a foto, pode deixar e também entendi o desabafo...

Mas, acredite, com as nossos esforços aumentando, estamos escrevendo pra bem mais gente a cada dia!
Tá longe de ser pra ninguém!

E tua coluna é muito boa! Não é indicação de leitura apenas, é uma crítica social, uma impressão, um sentimentos junto com o livro...

Tenho ctza que a galera curte!
Manda esses caras a merda (aproveitando o gancho) e pronto! ehehehehe

Maria Fernanda disse...

E ainda foi pra Academia Brasileira de Letras. MEDO.