Zine Pasárgada
foi um Fanzine cultural e educacional que se propôs divulgar os mais diversos tipos de expressões artísticas e os mais variados assuntos.

O jornal Pasárgada teve 3 edições impressas e distribuídas na cidade de Piracicaba/SP e está guardado, junto com outras idéias, no limbo da falta de tempo e dinheiro.

O blog retomou a proposta do Zine e abriu espaço para diversidade de idéias e de expressões.

Hoje o blog acompanha o jornal e as atividades estão encerradas.

Foi uma grande satisfação ser um dos amigos do Rei.

Fábio

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Eu e eu mesmo

No dia 20/06/1987 nascia uma pessoa. Pessoa essa que eu costumo a chamar de "Eu".
É, hoje é meu aniversário. E graças a tal data, resolvi liberar meu egocentrismo e falar de, adivinhem só, Eu mesmo! As minhas músicas favoritas e que fizeram a trilha sonora da minha vida.



Seja no futebol ou na música, Clássico é clássico e vice-versa. Não existe nada melhor que um clássico. Uma música que atravessa gerações não pode ser ruim. Seja clássico do rock, folk, pop, sertanejo e até funk. Mas, especialmente no caso do rock, entre as décadas de 40 e 80, provavelmente por causa de alguma divindade que resolveu passar por essa Terra, a coisa é ainda mais forte.
Todos conhecem Pink Floyd, mas não sua obra e sua verdadeira grandiosidade. Fundado por Syd Barrett (1946-2006), um jovem gênio da música que enlouqueceu aos 21 anos, provavelmente pelo excesso de LSD (reza a lenda que ele colocava um já na xícara de café, de manhã). Depois que, ao vivo num programa de TV americano, ele simplesmente não se mexeu diante das câmeras, ele foi ensaiar com a banda e descobriu que ele não estava mais nela. Não saiu do jeito mais honroso possível, mas não poderia receber homenagem melhor da banda, Shine On You Crazy Diamond (Crazy Diamond era seu apelido) é a homenagem mais linda que ele podia receber.
Nem todos que ouvem Another Brick in the Wall conhecem todo o disco, The Wall, que se torna uma obra totalmente diferente e maravilhosa quando ouvido inteiro, os dois discos, numa pegada só. Quem tiver a chance, deveria assistir o show do Roger Waters, ex-baixista e lider da banda, em Berlim, ano 1990. Participações especiais como Scorpions, Cyndi Lauper, Sinéad O'Connor e muitos outros.
Assim como aquele que eu considero como o maior disco de todos os tempos, Dark Side Of The Moon. Algumas fontes colocam ele como o disco mais vendido de todos os tempos. Nunca um disco liderou por tanto tempo a Billboard top 200. Não tem como eu citar uma música apenas do disco, ele deve ser ouvido inteiro, com o maior carinho do mundo. O disco merece.
Tem banda que já nasce uma super banda. Esse era o caso do Led Zeppelin. Pra se ter uma base, o menos lembrado deles, John Paul Jones, era o produtor da banda, e especialista em 15 instrumentos. Eu não sei se sei o nome de 15 instrumentos. Led Zeppelin foi muito além de Stairway to Heaven (o maior plágio da história). Nenhuma banda influenciou tanto o Rock and Roll quanto essa. Com rocks de riffs marcantes como Rock and Roll, Black Dog, Whole Lotta Love e Immigrant Song, músicas mais calmas como D'yer Mak'er, outras mais instrumentais como No Quarter e Dazed and Confused (a clássica que Page toca guitarra com o arco de violino), até músicas românticas como Thank You. Essa banda é demais.
E os Beatles? Não existe um ser humano no lado ocidental do mundo que nunca tenha ouvido. Apesar de mais pop, a banda consegue ser genial na montagem de seus discos. Abbey Road foi um fim digno para a banda. Sgt Peppers and the Lonely Heart Club Band, um marco na história dos Beatles, quando eles deixaram de ser a banda genial de um rock que já existia pra ser a banda genial de um rock que eles mesmos inventaram. Assim como em Magical Mistery Tour, disco que faz jus ao nome, é mágico (principalmente na versão americana do disco)!
Das músicas mais lindas que já ouvi, Free Bird, do Lynyrd Skynyrd, ta no Top 3 fácil, acompanhando Drift Away, na versão dos Rolling Stones (e não Rolling Stones e Beatles, como dizem internet a fora. Eles não tocaram essa música juntos, na época da gravação, os Beatles já tinham se separado). Das românticas, I can't stop loving you, do Van Halen é sempre a primeira que me vem a cabeça. Good Vibrations, dos Beach Boys, tem vibrações únicas, tente escutá-la com um fone de ouvido e perceberá.
Enfim, poderia escrever dias sobre os grandes clássicos. Mas como diriam os fabulosos e criativos publicitários de super mercados, o aniversário é meu e quem ganha é vocês! Não, não vou fazer nenhuma promoção, mas esses clássicos são eu presente vocês. Se não gostaram, devolvam que eu aceito.



* Se Dark Side Of The Moon é o maior disco de todos os tempos, A Night At The Opera, do Queen, é o segundo.
* Freddie Mercury é o maior vocalista de todos os tempos.
* Jim Morrison é o maior Rock Star de todos os tempos.
* Pulse, do Pink Floyd, é o maior show de todos os tempos.
* Beethoven é Heavy Metal.
* Não posso deixar de citar Angra, que foi a banda que me levou pro mundo Rock e Metal.
* Sabbath Bloody Sabbath, do Black Sabbath e God of the Thunder, do Kiss, foram os primeiros clássicos que ouvi incansavelmente. Formaram quem sou hoje.

5 comentários:

Maria Fernanda disse...

aêê parabéns! alegria, muita alegria SEMPRE na sua vida!
sábado, dia 18, foi o meu... o/

qdo penso nas músicas da minha vida são tantas e, a cada ano, elas só aumentam! hahahaha

Talita disse...

Parabéns para vcs doisss!! :D

Realmente M.Fer, as músicas da minha vida só aumentam... em P.G ainda! Ta loco. rsrsrs

;*

Méle Dornelas disse...

Parabéns, parabéns :D

Edson disse...

obrigado!!! as minhas só aumentam mesmo... eu precisaria de um blog inteiro pra falar de todas, mas é que essas são muito especiais. mas em posts diversos eu vou falando das outras... são muitas músicas mesmo... da até medo de esquecer de alguma...

Tai disse...

muito bom. ADOREI!!! os geminianos vão dominar o mundo!