Zine Pasárgada
foi um Fanzine cultural e educacional que se propôs divulgar os mais diversos tipos de expressões artísticas e os mais variados assuntos.

O jornal Pasárgada teve 3 edições impressas e distribuídas na cidade de Piracicaba/SP e está guardado, junto com outras idéias, no limbo da falta de tempo e dinheiro.

O blog retomou a proposta do Zine e abriu espaço para diversidade de idéias e de expressões.

Hoje o blog acompanha o jornal e as atividades estão encerradas.

Foi uma grande satisfação ser um dos amigos do Rei.

Fábio

domingo, 29 de maio de 2011

Filme de domingo: "Lluvia"

Fico aqui pensando como o inesperado quase sempre nos confronta, e ai ficamos meio sem saber o que fazer, extasiados, encantados, apaixonados e todos esses adjetivos que podem o acompanhar.

Lhuvia é um filme que consegue adaptar esse inesperado ao encontro de um homem e uma mulher, em um cenário chuvoso, atribulado, inesquecível. O longa da cineasta Paula Hernandez retrata em cores sóbrias, especialmente as de tom azul, o desenrolar dessa história cheia de pausas e misturas de sensações. O casal desconhecido passa a dividir sentimentos, sons, gestos...a vida. Antes, perdidos em seus mundos e em seus pensamentos, passam a se reencontrar no encontro com o outro.

Estabelecem diálogos envolventes e muitas vezes densos, mas que nos prendem e nos sensibilizam diante de seus contos familiares e que muitas vezes caem na vontade de deixarem tudo para trás...e quem nunca quis? O roteiro não-linear é um estímulo a mais para a contemplação do filme.

A fotografia merece um parágrafo à parte. O Belo e o simples juntos (quase) sempre funcionam. Com Lhuvia não só deu certo, como fez muitas cenas óbvias perderem essa desqualificação. Cenas que poderiam virar quadros, daqueles que a gente não sabe a hora de parar de olhar...

O Filme Argentino fez parte do 37º Festival de Cinema de Gramado, em 2009. No evento, tive o prazer de compor o júri popular e pudemos eleger esse como o melhor filme estrangeiro para ganhar o kikito pelo nosso corpo.

Vi alguns comentários que ele está para chegar no Brasil. Sei com toda certeza que passará em Porto Alegre, mas, infelizmente, não consegui achar nada sobre sua chegada em Recife. Espero que o nosso Cinema da Fundação nos presenteie com esse belíssimo longa metragem.

Para não perder o costume: o trailer

Méle Dornelas

Escrevo para os blogs: Escrivaninha, Sala de Cinema e Conversa de Botequim

3 comentários:

Priscila disse...

Gostei muito do trailer! Devia ter visto antes de o domingo acabar, seria ótimo no friozinho que fez entra em baixo da coberta e assistir a um filme cheio de sensações e descobertas.

Fábio disse...

Parece mesmo ser lindo Méle...sei que não é mto legal incentivar a "pirataria", mas, podia rolar um link pra baixar né? ^^

E o cinema argentino dando show no nosso não? Que coisa...
Já que são piores no futebol, podem ser melhores no cinema =)

Maria Fernanda disse...

um link pra baixar seria ideal... em pira não chega esses filmes não! =/