Zine Pasárgada
foi um Fanzine cultural e educacional que se propôs divulgar os mais diversos tipos de expressões artísticas e os mais variados assuntos.

O jornal Pasárgada teve 3 edições impressas e distribuídas na cidade de Piracicaba/SP e está guardado, junto com outras idéias, no limbo da falta de tempo e dinheiro.

O blog retomou a proposta do Zine e abriu espaço para diversidade de idéias e de expressões.

Hoje o blog acompanha o jornal e as atividades estão encerradas.

Foi uma grande satisfação ser um dos amigos do Rei.

Fábio

domingo, 2 de outubro de 2011

Brasil, o país da... economia.


A 27a rodada do Brasileirão 2011, ocorrida neste último final de semana, foi quente. E muito. Confronto entre líder e vice-líder; o retorno aos gramados do centroavante da Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 2010, contra um dos times que briga pelo título, entre outros. Porém, o que se espera de um jogo de futebol é óbvio: espetáculo, gol, FUTEBOL, no melhor sentido da palavra, e não apenas grandes craques em campo. Entretanto, o que se tem visto ultimamente é uma movimentação muito maior dentro dos clubes, internamente, do que do próprio time dentro do gramado. E essa última rodada provou que há muita expectativa , e pouca resposta dentro de campo, ao trabalho que é feito na parte administrativa dos clubes brasileiros, de uma forma geral.

Há alguns anos atrás, seria quase impossível imaginarmos que alguns craques do futebol brasileiro poderiam atuar no Brasil, mesmo com alguma bola ainda para gastar na Europa. E mais inimaginável ainda seria ver craques que surgiram do nada, e se tornaram o melhor jogador de seu time, encantando o país e o exterior com suas jogadas, casos como os de Neymar e Lucas, rejeitarem propostas da Europa e continuarem em seus clubes no Brasil. Todos nós sabemos que, o que banca o retorno de nossos craques, e a permanência de estrelas no país, são os patrocínios, poder de compra da população... ou seja: a certeza dos clubes de que seu investimento terá retorno; e tudo isso só é possível pelo bom momento que a economia brasileira vive. Para facilitar, basta pegar o exemplo de nossos hermanos argentinos: a economia do país vive um péssimo momento, e isso reflete nos clubes: River Plate na segunda divisão, craques saindo antes de estourarem em seus clubes, liga nacional sem nenhum poder. Antes, nossos jogadores tinham de escolher entre a felicidade no Brasil(vide Romário e Edmundo), ou a independência financeira(Ronaldo, Rivaldo...). Agora, eles têm os dois aqui mesmo.


Em consequência disso, podemos facilmente, nos dias de hoje, acompanharmos duelos entre craques como Luís Fabiano e Ronaldinho, Neymar e Ronaldinho, Neymar e Lucas, e alguns que ainda estão por vir, como Adriano ''Imperador''. O problema é: com as contratações, muita expectativa é criada para que esses jogadores arrebentem dentro de campo, mas muitas vezes, vemos atuações apáticas, tirando um ou outro lampêjo de genialidade de alguns. Os jogadores brasileiros melhoraram de nível? Os craques que voltam da Europa, hoje, voltam em um ritmo lento, e se surpreendem com a melhora dos jogadores brasileiros? Ou hoje em dia a composição tática do time vale muito mais do que um ou dois bons jogadores?



Enquanto tentamos responder a essas perguntas, vamos acompanhando a acirrada disputa do Campeonato Brasileiro, que hoje tem 6 times que brigam para ser campeão, a 11 rodadas do fim... algo que nenhuma outra liga do planeta proporciona à seus torcedores. Devemos fazer a nossa parte agora: torcer, acompanhar nossos clubes, frequentar estádios, alimentar nossa paixão pelo esporte, pelo futebol, e sobretudo pelos nossos clubes, para que momentos como o de hoje no jogo São Paulo x Flamengo (que apesar de ter sido um jogo relativamente fraco tecnicamente, contou com público de 63 mil pessoas em uma tarde chuvosa, e que não contou com nenhuma briga dentro ou nos arredores do estádio, segundo a PM-SP) possam se repetir por muito mais vezes; e para que o futebol volte a ser visto como uma boa opção de lazer para famílias. Vale a pena para todos.
____________________________________________________________________

Gostaria de me apresentar. Meu nome é Leonardo Lopes(@leoglopes), tenho 16 anos, e sou de Marília, interior de SP. O Fábio me convidou para escrever semanalmente no blog, me mostrou o projeto, e gostei bastante da ideia. Vou publicar textos aqui todo domingo/segunda-feira, sempre sobre futebol; ou uma análise entre o futebol e algo mais, como fiz nesse post. Espero que gostem!

3 comentários:

Ana Paula disse...

Parabéns Leonardo. Você terá um futuro brilhante.

Um abraço.

Carlão disse...

Lindo garoto.

Rodrigo Almeida disse...

Boa Leo!!! Vai corinthians!!!!