Zine Pasárgada
foi um Fanzine cultural e educacional que se propôs divulgar os mais diversos tipos de expressões artísticas e os mais variados assuntos.

O jornal Pasárgada teve 3 edições impressas e distribuídas na cidade de Piracicaba/SP e está guardado, junto com outras idéias, no limbo da falta de tempo e dinheiro.

O blog retomou a proposta do Zine e abriu espaço para diversidade de idéias e de expressões.

Hoje o blog acompanha o jornal e as atividades estão encerradas.

Foi uma grande satisfação ser um dos amigos do Rei.

Fábio

sábado, 16 de agosto de 2008

Prêmio Educador Nota 10 (parte 2)

O jornal "A Tribuna Piracicabana" publicou hoje uma matéria legal sobre minha participação no Prêmio Educador Nota 10. O texto vai colado aqui e o link da matéria é http://www.tribunatp.com.br/modules/news/article.php?storyid=884


Cidades : Geopolíticas nos tabuleiros de War.
Jogo da Grow serviu de base para o professor Fábio Paiva ensinar as relações de forças internacionais. Trabalho o colocou entre os 50 melhores do país em concurso

Pelo segundo ano consecutivo, o professor de geografia da Cooperativa Educacional de Piracicaba, a popular Coopep, no bairro Dois Córregos, foi selecionado pela revista Nova Escola, da editora Abril, entre os 50 melhores do Brasil dentro do concurso Educador Nota 10, em que participaram cinco mil candidatos.

Inspirado pelo War – jogo da estratégia (versão clássica - Grow), Fábio criou sobre o mapa mundi, ou melhor, sobre um tabuleiro, algumas regras para a construção do que ele chama de ‘pólos de poder’. Levando em consideração informações históricas, os alunos de sétima série despertaram para a geopolítica e passaram a perceber o movimento das nações para se fortalecer no cenário global, que reproduzem nas jogadas. Mesmo conquistando países periféricos, os jogadores precisam de muita sorte quando enfrentam os pólos de poder, uma vez que, no jogo, eles têm peso muito superior e desequilibram a jogada.

Em sua argumentação à revista, Paiva observou que os alunos tinham dificuldades para entender a multipolarização do mundo, tendo como referência a Guerra Fria, quando havia apenas dois pólos de poder – EUA e URSS. Para ele, o jogo se tornou uma “alternativa de demonstração da estrutura geopolítica de maneira simples e objetiva, que representa o desequilíbrio das forças de países no cenário atual”. No entender de Paiva, poder militar, econômico e cultural são alguns dos ingredientes que compõem a grandeza das nações e pesam no jogo. A denominação de regiões, representada pela cartografia “etnocêntrica”, é vista pelo professor como um dos pilares da manipulação ideológica e distorção de informações que fortalecem a manutenção do poder nas mãos dos países ou blocos dominantes.“Anteriormente os estudantes trabalharam os conteúdos referentes ao Socialismo, Capitalismo, Guerra Fria e desenvolvimento do Capitalismo pós-Guerra Fria, chegando aos conteúdos relativos à Globalização. Comparado ao cenário geopolítico da Guerra Fria, apresentei aos estudantes o panorama atual onde existem diferentes pólos de poder (Europa, EUA e Japão) nos campos econômico, político e militar”, explica. China, Índia, África do Sul e Brasil entram na história do War pedagógico como novíssimos pólos de poder. Com dados dessa natureza, os alunos conseguem fazer a passagem histórica sem dificuldades e percebem o peso da interferência das nações desenvolvidas.

Fica evidente no trabalho o olhar ideologizado e maniqueísta do professor, que pode ser sintetizado pelo que ele descreve na apresentação à revista: “Realizamos um debate sobre o poder de cada um desses pólos e a influência que exercem em nosso país e no cotidiano dos estudantes, quando os estudantes concluíram que o pólo mais influente no nosso país é o EUA, seguido pelo Europeu e o Japonês, respectivamente. Constatamos a existência da influência cultural e econômica dos Estados Unidos através da TV, do cinema e da moda, além de outras apropriações como festas e alimentos (Hallowen e Fast Food)”.

2 comentários:

Fábio disse...

apesar de não concordar que estabelecer os pólos de poder seja maniqueísmo...

Elze disse...

Mesmo não concordando com vc, Fabio, Parabens...
Elze Irada