Zine Pasárgada
foi um Fanzine cultural e educacional que se propôs divulgar os mais diversos tipos de expressões artísticas e os mais variados assuntos.

O jornal Pasárgada teve 3 edições impressas e distribuídas na cidade de Piracicaba/SP e está guardado, junto com outras idéias, no limbo da falta de tempo e dinheiro.

O blog retomou a proposta do Zine e abriu espaço para diversidade de idéias e de expressões.

Hoje o blog acompanha o jornal e as atividades estão encerradas.

Foi uma grande satisfação ser um dos amigos do Rei.

Fábio

sábado, 6 de junho de 2009

Voo 447

A queda do voo 447 me fez entrar novamente em estado de "fobia" momentânea.

Tá certo, eu sei que é egoísmo da minha parte e quero deixar claro que tenho plena consciência disso.
Eu entendo que foi a maior tragédia da aviação no Brasil apesar de o avião não ter caído no Brasil propriamente dito e da companhia ser Francesa.
Eu sei também que as famílias estão sofrendo e as "autoridades" estão trabalhando incansavelmente na busca e explicação do desastre.

Mas eu que sou um medroso assumido, fico mais medroso ainda e não penso em nada a não ser que minha volta pra casa será dentro de um desses bichos de metal que voa!

Quero antes de tudo deixar claro que NUNCA confiei nessas coisas. Por vários motivos eu tenho muito mais razões para ter medo e evitar aviões do que confiar neles.

Compreendam: uma invenção de um brasileiro, que não tem relação nem com música nem com futebol, já merece desconfiança por si só.

Outra é que mesmo sabendo dos enormes avanços da engenharia e das ciências aplicadas, eu ainda conheço as condições absurdamente adversas da troposfera!

Não adianta me dizer, mesmo que infinitas vezes, que um "constructo" de metal (aço, ferro, chumbo...METAL!) consegue atravessar nuvens carregadas de eletricidade (tempestades, raios...ELETRICIDADE!) e isso não representa risco algum. Eu não acredito! Não é possível!
Sem contar a pressão, a velocidade entre outros.

Não faz muito tempo que, depois de 24 anos sem nunca ter pisado num avião, precisei por conta de um trabalho, viajar até Minas Gerais. Havia essa necessidade por conta da pressa e do prazo para realização do trabalho (de capacitação de professores).

E é verdade que eu evitava aviões, já que viajei pra Brasília, pra Porto Alegre e inúmeras vezes para o Paraná em várias cidades sempre de ônibus ou carro. Mesmo que a viagem durasse mais de dez ou vinte horas, sempre preferi ficar no chão! Mas dessa vez não deu!
Então lá vou eu pra Congonhas (o aeroporto mais elegante do país segundo a minha amiga Alessandra Oliveira) enfrentar o voo da TAM num FOX 100 rumo a Confins em Belo Horizonte.

"Mas porra, FOX 100 da TAM não foi aquele modelo que caiu no meio das casas e tudo mais?"

Mas que merda! Logo da primeira vez eu entro num modelo que já havia caído... e no Brasil... e em São Paulo! Era demais...

E além de todo meu problema pessoal com esses gigantes voadores, estavamos em plena "crise aérea", que fez com que esperassemos por cinco horas para sair voando!
Sem contar com o "alarme falso" da primeira chamada, que fez com que entrassemos no avião, sentassemos, afivelassemos (eita) os cintos (o meu BEM apertado) para depois o piloto avisar:

"Atenção senhores passageiros, aqui quem fala é o piloto. Nós NÃO recebemos autorização para decolar. pedimos que todos aguardem na sala de embarque até a próxima chamada!"

Porra! Não autorizaram o cara a voar? Mas ele é o piloto! Putaquepariu! Imagina só?!

Quando entramos no voo definitivamente, o que me chamou atenção foram as instruções de segurança que NINGUÉM presta atenção!
Como eu estava de verdade querendo zelar pela MINHA segurança eu fiquei atento e apesar daqueles gestos mecânicos das aeromoças, tinha uma informação interessante:

"...informamos aos passageiros que os assentos são flutuantes e em caso de queda na água..."

Como é?!?!
Queda na água? Mas que água porra?
Tô me preparando pra voar de São Paulo até Belo Horizonte e NÃO TEM ÁGUA!
Será que o Aécio Neves construiu um Oceano particular pra Minas Gerais e ninguém me avisou?
Onde é que eu vou flutuar com meu acento flutuante? Na lagoa da Pampulha?

e mais, eles nem saíram do chão e já tão com essa história de queda?
Putaquepariu!

Nessas eu já tava nervoso pra lá de Bangladesh, mas, tá no "inverno" abraça o capeta!
E lá vamos nós!

Vai o avião em "marcha ré" pra se "ajeitar" e começa a andar na pista...lento, muito lento...e minha aflição aumentando, aumentando, aumentando muito!
A pista estava acabando e a porra do bicho não tinha NENHUMA velocidade!
Quando chega no final da pista o avião vira e para!

"Mas que merda ninguém me avisou que Minas Gerais ficava pro outro lado!"

Não posso descrever em palavras a sensação de decolar, mas só pelo fato da velocidade ser capaz de tirar do chão toneladas em forma de "pássaro", acho que dá pra imaginar o que faz com o estômago de um cidadão comum.

Bem, peripécias passadas e aterrissagem superada (a pior parte sem dúvida) vamos voltar! Todos preparados para embarcar no voo do Boing 747 da GOL.

"Porraaaaa!!! Mas não foi um Boing 747 da GOL que caiu e gerou toda a merda da crise aérea?"

Parece até brincadeira, mas na minha primeira viagem eu experimentei os dois ÚNICOS modelos da aviação comercial que haviam caído no Brasil até então e ainda nas suas respectivas companhias aéreas.

Muitos voos depois, agora vivendo em Recife e convivendo com aeroportos nas infinitas conexões e escalas Brasil afora, algumas situações estão superadas.

Mas faltando vinte dias para minha ida a São Paulo, ainda estão recolhendo pedaços de um avião desaparecido no meio do Oceano Atlântico e isso é bastante desconfortável.

O mais interessante é todo o noticiário que circula em função da queda de mais um avião.
Os jornalistas devem ser muito sádicos ou terroristas mesmo!
Só as últimas notícias que acompanhei mostravam que o avião era novo e moderno...
Disseram que o piloto era prudente e experiente...
E mais, que as revisões na máquina e os testes do piloto eram muito recentes...

E COM TUDO ISSO A PORRA DO AVIÃO CAIU?
Imagina o "teco-teco" da TAM que me leva até Vira Copos?
Com aqueles pilotos que NÃO recebem autorização para voar!Como é que fica?

No jornal da Band o Joelmir Beting no seu comentário "fiquem calmos e continuem voando", disse que nos EUA morrem mais pessoas picadas por abelhas do que em acidentes aéreos.

Mas querido Joelmir, eu sempre mantenho distância de abelhas! Especialmente essas que MATAM GENTE!
Mas que porra! Eu lá quero conversa com abelhas? Nem de mel eu gosto!
Mas avião, matando menos gente do que abelhas ou não, eu tenho que entrar pelo menos duas vezes no ano!

Enfim, realmente não há necessidade para o desespero, mas se puderem evitar voar façam! Acreditem, a barrinha de cereal não vale o risco.








.
Pobres abelhas!



é sempre uma grande satisfação.

9 comentários:

Samara disse...

Fabião, larga de ser medroso.
Minha para Sampa. Venha me ver. Venha rapido. Venha de avião.

Bjo.

Txatxismantiskiana disse...

Olha, se seu intuito era ser comico, conseguiu. Só não morri de rir pq ainda estou viva e tenho muitos anos por vir :D ahuauhahu

beijooo

Nicole disse...

HEIAUHOIEUUIEEUIOAUEHUIAHUEI
DEEEEEEEEEEEEEEEEEMAIS
TO RAXANDO O BICO AQUI!

não precisa ter medo do trequinho de METAL Fabião! não existe sensação melhor do que a hora que o avião começa a pegar velocidade e decola ;D

beeeijos medrosoo ;P

Ruy disse...

UHAUHAUHAUHUHAUHAUHAUHUHAhua

to rindo muito...

Clara disse...

Putaquepariu, eu tbm tenho mtoooo medo... e eu tbm presto atenção nas instruções de segurança!!! rsrs

Aiaiai, não quero nem a ver a sua volta pra SP...heheheh

Thiago dos Santos disse...

Porra, foi bom alegrar minha hora do almoço hoje com seu texto..
kkkkkkk
Fez sucesso esse, muito legal...
Gostei mesmo...
Agora eu tenho uma teoria, entra bebado que tudo fica legal...
E chegue logo mesmo...
Minha companhia não deve ser tão agradavel quanto a da mocinha que postou aqui, mas pelo menos "nóis bebe até amanhece o dia"... kkkk
Abração filhote...

Alessandra disse...

Só faltou contar que a comissária de bordo foi devidamente avisada da sua paúra!!!! ahahahahah Muito boa a crônica. Saúde!

Laura Monteiro disse...

IAHSIUAHSDOIUAHOIUSHAUIOHSDOIUAHIUSHAOUHSDOIAUHSOIAHSOIAHISUHASHAOIUSH eu ri muito. principalmente com a parte da agua IUAHSIUAHOSIUAOSHAIOHS AI AI.

enfim, falando serio agora.. já que o exemplo de abelhas nao funcionou, eu vo da um mais eficiente : quer mais acidentes do que há nas estradas do Brasil? liga o noticiario que vão ter mil pessoas que morrem por ai nessas viagens. Não querendo te deixar com trauma de carro tbm e que voce se tranque em casa, mas isso é fato. ASAUHSIOAHSU e se vc perder o medo, vc vai ver que eh uma delicia voar *-*, até de turbulencia vc vai gostar. parece uma montanha russa *-* UOHASAHSOIUAHSOIUAH tá, isso nao foi um comentario positivo.
mas enfim, ... pobres pessoas que morrem diariamente nas estradas :D
eu defendo os aviões!
UIASHUAHSIOAHOSUA
beeeijos :*
muito bom o blog :D

Erquinha disse...

Fabão, tbm não gosto muito de voar não... kkkk... Apesar de ter um caso de morte na família (meu tio, irmão de papai, morreu em um desastre aéreo da Vasp - do RJ para SP - em mil novecentos e cocada) sempre viajei tranquila, até pegar uma turbulência em outubro do ano passado, voltando de Bariloche pra Baires... Olhe q já peguei turbu, mas, essa foi de arrombar... Pensei que não escaparíamos... kkkkkkkkk... De lá pra cá, tenho pavor de voar! Só me sinto melhor em aviões da Boeing (o da GOl que caiu, foi por culpa dos pilotos do jato, não por falha técnica como ocorre nos da Airbus - marca do LAN que quase cai comigo!) Pra relaxar qndo viajo, vou escutando música no último volume e, se há turbulência, paro de olhar pela janela, fecho os olhosm, apertos os fones no ouvido... E rezo... kkkkkkkkkkkk... =P