Zine Pasárgada
foi um Fanzine cultural e educacional que se propôs divulgar os mais diversos tipos de expressões artísticas e os mais variados assuntos.

O jornal Pasárgada teve 3 edições impressas e distribuídas na cidade de Piracicaba/SP e está guardado, junto com outras idéias, no limbo da falta de tempo e dinheiro.

O blog retomou a proposta do Zine e abriu espaço para diversidade de idéias e de expressões.

Hoje o blog acompanha o jornal e as atividades estão encerradas.

Foi uma grande satisfação ser um dos amigos do Rei.

Fábio

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Política Partidária

Hoje respondi a um tweet de um amigo de Piracicaba.

Adriano Camargo, filiado atuante do PSDB, twittou sobre José Dirceu, ao qual respondi brincando: "DIRCEU GUERREIRO DO POVO BRASILEIRO, tem meu voto em 2014"...

Pra quem é de Pernambuco ou do Nordeste essa brincadeira é comum, dada a associação com Miguel Arraes, mas talvez para os paulistas seja difícil entender brincadeiras.

Eu que sou paulista vejo na minha terra o mau humor e a truculência que não existe em nenhum outro lugar no Brasil. Povo preparado para entrar em uma disputa, mesmo que essa não exista...

Voltando, prontamente fui chamado ao "debate" com PSDBistas... veja bem, um tweet sobre um cara CASSADO e afastado, ofendeu alguém que eu não conheço e que prontamente me chamou para o enfrentamento.

Claro que não vou gastar minhas teclas citando nomes e frases de tais parasitas... mas gasto o meu precioso tempo de sono para lançar mão de algumas questões:

Já havia percebido o quanto a disputa partidária se assemelhava à torcidas de futebol e às religiões, mas parece-me que isso está cada vez mais evidente.

Pessoas que, ao se apresentarem, colocam juntamente com o "título" de pai, além do nome dos filhos, sua opção partidária!
Pessoas que se definem, sendo parte de uma organização e, por conta disso, sentem-se no dever de atacar os diferentes e defender a todo custo sua opção.

Os que me conhecem há algum tempo, ou mesmo os que tiveram a oportunidade de conversar comigo por alguns momentos, sabem que minhas posições políticas não são radicais ou totalmente partidárias. Tenho, como qualquer um de nós, minhas preferências também políticas, e as defendo.

Mas percebo a devoção de alguns a causas políticas partidárias, quando, em meia dúzia de postagens no meu microblog, fui rotulado dentro de um partido, dentro de "ideologias" e mais grave, fui ofendido e ameaçado.

Orgulhosos "debatedores" vangloriavam-se de suas gravatas e suas posições profissionais, ao mesmo tempo que apossavam-se de nomes e xingamentos para me atingir...

Interessante essa dinâmica, essa entrega, esse fanatismo e adoração a uma sigla e a alguns homens.

Não é exatamente religião ou futebol? Sim... é política.
Pobre do nosso país, que no fim das contas, vai ter essas figuras como candidatos.


.


não há satisfação em fanatismos.
e prometo um post sobre o Governo Mário Covas, com privatizações, pedágios, descasos e fraudes... até porque não quero que após a morte de Lula esqueçam do mensalão e transformem o metalúrgico em Deus, como querem fazer com o ex-governador paulista.

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Como ser louco no elevador?

O meu amigo Felipo me mandou para publicar aqui o "como ser louco no elevador". Sigam essas regras, é infalível! Mas só de se imaginar fazendo já vale a pena...
.
Como ser louco no elevador

1) Quando houver só uma pessoa no elevador, de um tapinha no ombro dela e finja que não foi você.

2) Aperte os botões do elevador e finja que eles dão choque. Sorria e faça de novo.

3) Se ofereça para apertar os botões para os outros, mas aperte os botões errados.

4) Segure a porta e diga que está esperando por um amigo. Depois de um tempo, deixe a porta fechar e diga: "Olá Zé. Como vai você?"

5) Deixe cair sua caneta e espere até alguém se oferecer para pega-lá, então grite: "Ei, é minha!"

6) Traga uma câmera e tire fotos de todos no elevador.

7) Traga uma mesa para dentro do elevador e quando alguém entrar, pergunte se marcaram hora.

8) Leve um Banco Imobiliário e pergunte para as pessoas se elas querem jogar.

9) Deixe uma caixa no canto e quando alguém entrar pergunte se elas ouviram um tique-taque.

10) Finja ser uma aeromoça e revise os procedimentos de emergência com os passageiros.

11) Pergunte: "Você sentiu isso?"

12) Fique bem perto de alguém, fungando em seu cangote de vez em quando.

13) Quando a porta se fechar, fale: "Tudo bem. Não entrem em pânico. Ela abrirá novamente".

14) Mate moscas que não existem.

15) Diga às pessoas que você pode ver sua aura.

16) Grite: "Abraço grupal", então force as pessoas a se juntarem.

17) Faça caretas dolorosamente enquanto bate na sua testa e murmure: "Calem a boca, todos vocês, calem a boca!".

18) Abra sua pasta ou bolsa e enquanto olha dentro dela pergunte: "Tem ar suficiente aí dentro?"

19) Encare outro passageiro por um tempo, e grite com horror: "Você é um deles!" e recue devagar.

20) Coloque uma marionete na mão e use-a para falar com os outros.

21) Escute as paredes do elevador com seu estetoscópio.

22) Faça barulhos de explosão quando alguém apertar um botão.

23) Encare outro passageiro por um tempo e fale: "Estou usando meias novas".

24) Desenhe um pequeno quadrado no chão com giz e diga para os outros: "Este é o meu espaço"

.

ser louco é sempre uma satisfação.

sábado, 20 de fevereiro de 2010

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

voltei Recife...

no meu primeiro Carnaval em Recife...

eu não vi nenhum show de grandes artistas;

fiquei duas, quatro, oito horas em pé;

me queimei no sol escaldante;

ralei o cotovelo, bati o joelho, esfolei o calcanhar e deixei todos os músculos da perna moídos;

dormi oito, quatro, duas, uma hora por noite;

comi espetinhos suspeitíssimos;

me vesti de mendigo, Belchior, Lampião, Diabo;

esmolei bebidas;

fiquei mais louco que o Batman umas 3 vezes;

fui molhado por esguichos;

entrei e comi em casas de pessoas que nunca havia visto antes;

dormi no sofá, dormi em colchonetes, dormi no meio da rua;

me perdi e voltei sozinho todos os dias...


bem...

Recife e Olinda: o MELHOR CARNAVAL DO BRASIL!


.

satisfação decumforça!

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

voltando a "ativa"

me desculpem mais uma vez pelo meu comportamento Belchiorquico! Prometo (de novo) não sumir muito... (H)

pra recomeçar bem, um vídeo clipe de um Rapper de Piracicaba (minha querida cidade) numa música sobre o caso "Boris Casoy"...

.

muito bom o trabalho do cara.

.
e continua sendo uma satisfação.